Siga-nos nas redes:   
Notícias
Aumento do fluxo de visitantes nas férias de verão.
Controle de acesso.
26/01/2018

O verão é uma época do ano que muitas famílias e amigos aproveitam para viajar e se visitar, o que traz bons momentos de convívio, mas podem causar problemas de controle de acesso de visitantes em condomínios. A participação dos moradores ao informar sobre a presença de amigos e parentes é fundamental para evitar dificuldades, constrangimento e falhas na segurança.

Síndico-geral do Condomínio Vivendas do Imbuí, Emannuel Sampaio diz que não se verifica grandes alterações neste periodo. Mas a pauta desta semana da reunião de condomínio é reforçar a orientação aos moradores para que comuniquem as mudanças de inquilinos, a chegada de visitantes no período de férias, entre outros pontos.

Rosentino Santana dos Santos, sub síndico do condomínio Bosque Imperial, e morador responsável pelo Edificio Begônia, diz que a segurança da área é terceirizada, cabendo aos porteiros o controle de acesso aos apartamentos. Mas admite que não existe nenhuma recomendação geral referente ao verão. Os funcionários da portaria questionam para que apartamento o visitante se dirige e registra as placas de carro, mas ele avalia que este controle pode ser melhorado com consultas aos moradores sobre os visitantes.

Treinamento e rigor

Kelsor Fernandes, presidente do Secovi-BA (Sindicato da Habitação) diz que a orientação da entidade é que os porteiros sejam treinados para serem rigorosos, tomando todo cuidado antes de permitir o acesso de visitantes.
Outra orientação é quanto a equipamentos de segurança, como dotar a entrada do condomínio de dois portões. Desta forma, sem criar situações desconfortáveis, é possível checar os dados, e avisar ao morador sobre visitantes antes de permitir o acesso às áreas internas do condomínio.
"O normal é que se receba visitas, ainda mais nesta época do ano. Mas para evitar constrangimentos, cabe aos moradores explicarem as normas do condomínio, assim como horários previstos no estatuto", finaliza.

Locais monitorados

O programa Vigilância Participativa da Polícia Militar começou a ser implantado em 2015, a partir de uma experiência na cidade de Porto Seguro. A iniciativa estabelece uma relação entre a PM e condomínios em zonas residenciais de classe média. O objetivo é incentivar os responsáveis pelos condomínios a direcionar as câmeras para as ruas e sinalizar que o local é monitorado. Nestes locais são intensificadas as rondas das equipes em viaturas policiais.
Major Patrícia Barbosa, comandante da 11ª CIPM, com sede na Ladeira da Barra, é responsável pela região pioneira da atuação do programa em Salvador. Ela avalia que o principal ponto positivo é aproximar a PM da comunidade, envolvendo os moradores na busca de soluções e na colaboração com problemas de segurança pública.

Uma das formas de atuação, explica, é a realização de cursos voltados para porteiros (foram realizados dois em novembro e dezembro últimos). Na formação, diz a major, os porteiros aprendem como devem proceder em casos de suspeita de pessoas e de veículos parados na rua, usando um telefone fixo ou o grupo de whatsapp, o que reduz o tempo de resposta da polícia a este tipo de demanda. "Durante o verão aumenta muito o número de pessoas circulando na Barra, que é uma área turística, aumentando os problemas de segurança. E o trabalho dos porteiros, que aprendem a ficar alertas e ter um olhar diferenciado para estas situações", concluiu.
Fonte: A Tarde
Link: atarde.uol.com.br
REDES SOCIAIS
Siganos nas redes:
   
ENDEREÇO
Rua Alceu Amoroso Lima, Edifício Antares, nº 314, salas 609 e 610, Caminho das Árvores, Salvador - Bahia
TELEFONES
Tel: (71) 3342-6160
Whatsapp: (71) 98113-3033
ACESSAR ÁREA DO CLIENTE